Contrate uma palestra!

e-mail: | formulário de contato

Voltar a página inicial Home     Entre em contato Contato     Telefones: (11) 3075.3040 / (11) 99983.8948
Tom Coelho - Palestras e Treinamentos Tom Coelho - Palestrante
Tom Coelho Palestras e Treinamentos SIPAT e
Setor Público
Educação e Sistema S Artigos e Publicações Clientes e Parceiros Imprensa Responsabilidade Social
Artigos       Livros       Vídeos       Parábolas


Artigos e Publicações

Cuidando do coração



"O coração humano é um instrumento de muitas cordas.
O perfeito conhecedor dos homens sabe fazê-las vibrar todas, como um bom músico."

(Charles Dickens)


Hoje não quero falar sobre o coração-sentimento. O coração que ora aquece e depois esquece. O coração que ora repele e depois se apaixona. O coração que ora ama e depois odeia – ou ama com ainda mais intensidade. Quero falar sobre o coração-órgão, o coração-músculo, aquele responsável por bombear o sangue para todo nosso organismo, nutrindo nossas células, dando-nos a vida.
 
O mundo moderno legou-nos muitas facilidades. Trocamos lampiões a querosene pela energia elétrica farta, o dorso incômodo dos cavalos pela maciez dos assentos de automóveis, as demoradas cartas pelos instantâneos e-mails. Mas o conforto trouxe consigo a comodidade e, com ela, a vida sedentária, o estresse, o tabagismo, a obesidade e a pressão arterial elevada, todos estes, fatores de risco controláveis causadores de doenças cardiovasculares.
 
Repentinamente você sente uma queimação no peito, seguida de sudorese (suor excessivo), palidez, fraqueza e até enjoo. Esta dor no peito, que pode se estender para os braços, pescoço ou costas, é a angina, uma manifestação de redução temporária do suprimento de sangue para o coração. Isso acontece em situações de estresse ou de exercício físico intenso, ocasiões nas quais há demanda mais elevada por oxigênio, exigindo maior esforço cardíaco.
 
Já o infarto do miocárdio, mais conhecido como ataque cardíaco, é uma interrupção abrupta do fluxo de sangue para o coração, decorrente da aterosclerose, nome dado para o estreitamento progressivo de artérias devido à formação de placas de gordura nas paredes internas dos vasos, obstruindo a passagem do sangue. Nesta situação, a dor sentida é mais vigorosa e demorada. Em regra, a angina não causa danos permanentes ao coração, mas o infarto, sim.

 
Lipídios: heróis ou vilões?
 
Os lipídios, ou apenas gorduras, são importantes fontes de energia para o organismo. Enquanto um grama de gordura contém nove calorias, cada grama de carboidratos contém cerca de quatro calorias. Ademais, nossas reservas energéticas na forma de gordura são muito mais abundantes. As gorduras são obtidas a partir dos alimentos, sintetizadas ou formadas no corpo, em especial no fígado. Além disso, as células adiposas apresentam função protetora a choques mecânicos, atuam como isolante térmico, aumentando a resistência do corpo quando exposto ao frio e auxiliam no transporte das vitaminas A, D, E e K.
 
As duas principais gorduras presentes no sangue são o colesterol e os triglicérides. Como são insolúveis, não se dissolvem no sangue, sendo transportados na corrente sanguínea através de proteínas especiais denominadas lipoproteínas. As principais são a LDL, ou lipoproteína de baixa densidade, responsável por conduzir o colesterol aos tecidos do corpo, e a HDL, ou lipoproteína de alta densidade, que carrega o colesterol dos tecidos até o fígado onde é removido do sangue. Devido a estas características, a LDL é conhecida como “colesterol ruim”, enquanto a HDL é apelidada de “colesterol bom”.
 
O risco de uma cardiopatia (doença cardíaca) ou mesmo de um acidente vascular cerebral (AVC) está associado tanto à concentração de colesterol total presente no sangue quanto à relação entre LDL e HDL. Assim, a concentração ideal de colesterol total é da ordem de 140 a 200 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl). Já a LDL deve estar abaixo de 100 mg/dl e a HDL acima de 35 mg/dl. A concentração da HDL deve representar mais de 25% do colesterol total. E, finalmente, o índice de triglicérides deve estar abaixo de 150 mg/dl, embora não haja consenso na comunidade médica acerca deste número.
 
Ainda que tenhamos reforçado a importância dos lipídios como fonte de energia, elabore uma dieta que tenha apenas 30% ou menos das calorias necessárias provenientes de gorduras. E lembre-se de que há vários tipos de gordura: 
  • gordura poli-insaturada (azeite de oliva, abacate e amendoim): reduz a LDL e o colesterol total;
  • gordura insaturada (peixes gordurosos, óleos vegetais, sementes e nozes): reduz triglicérides e colesterol total;
  • gordura saturada (origem animal, presente nas carnes vermelhas e laticínios): elevam colesterol e triglicérides;
  • gordura trans-saturada (presente em alimentos industrializados como margarinas, biscoitos, sorvetes, salgadinhos de pacote, frituras e todo alimento que inclua em seu preparo a gordura vegetal hidrogenada): o consumo deve ser evitado ao máximo.

Programa de reabilitação cardíaca
 
Você pode esperar passar pelo infortúnio de uma doença cardíaca, levando apreensão, preocupação e ansiedade a você e a toda sua família, ou agir preventivamente no sentido de evitá-la. E o grande segredo para tal está em promover uma mudança em seu estilo de vida.
 
O primeiro fator está na reeducação alimentar. Isso significa não apenas comer mais peixes, grelhar as carnes e evitar a gordura trans, mas também buscar uma dieta mais saudável, consumindo legumes, verduras e frutas, evitando o consumo excessivo de álcool e deixando de fumar. Consulte um nutricionista e procure envolver toda sua família.
 
O segundo aspecto está na atividade física prazerosa e regular. Os exercícios aeróbicos promovem a dilatação das artérias coronárias permitindo ao sistema cardiovascular receber a quantidade necessária de sangue para o bom metabolismo. Bastam 30 minutos em três sessões semanais para que os efeitos sejam sentidos. Além disso, a sensação de bem-estar e elevação da autoestima são efeitos colaterais certos e desejáveis. Todavia, lembre-se de consultar um médico preliminarmente. Um teste ergométrico em esteira ou bicicleta, acompanhando de um hemograma (exame de sangue) e eletrocardiograma permitirão um diagnóstico adequado para a formatação de um programa de condicionamento físico personalizado.
 
Finalmente, se você está sentindo os efeitos de uma insuficiência cardíaca, sob evidente supervisão médica é provável que seja submetido a um tratamento alopático. A prescrição envolverá analgésicos, para confortar a dor; anticoagulantes, para redução dos níveis de colesterol e triglicérides; vasodilatadores, para facilitar o fluxo sanguíneo; e medicamentos contra arritmia, para manter a regularidade dos batimentos.
 
Cultive hábitos saudáveis. E estando são ou enfermo, lembre-se de eventualmente passar em sua cabeça um filme de sua vida, no qual você é o protagonista, mas também o diretor, com muitos atores ao seu redor que precisam de você para continuar representando seus papéis no palco da vida.
 
Para maiores informações, recomendo os vídeos da “Série cardiovascular”, distribuída com exclusividade no Brasil pela Siamar.


Data de publicação: 03/10/2006


Tom Coelho é educador, palestrante em temas sobre gestão de pessoas e negócios, escritor com artigos publicados em 17 países e autor de nove livros. Contatos: atendimento@tomcoelho.com.br. Visite www.tomcoelho.com.br, www.setevidas.com.br e www.zeroacidente.com.br.




Artigos relacionados

  • Novas canções
    O equilíbrio pessoal e a felicidade vêm da descoberta de novos caminhos e da redescoberta dos bons caminhos que se perderam.
     
  • Tragédia não é fatalidade
    Fatos do naufrágio em Cananéia/SP e o que deve ser feito para evitar que este tipo de tragédia se repita.
     
  • Tempo perdido
    Jogamos no lixo 19 dias por ano apenas com deslocamento entre casa e trabalho.
     
  • Idiotas e zumbis
    Uma reflexão sobre padrões de comportamento com base em três episódios e sua correlação com a educação.
     
  • Terrorismo silencioso
    O atentado ao Charlie Hebdo deve ser repudiado. Mas seria desejável igual envolvimento da mídia e das pessoas em outros temas.
     
  • Não fique doente
    A baixa qualificação dos profissionais da área médica e o custo dos medicamentos tornam a saúde um privilégio acessível a poucos.
     
  • Comportamento seguro
    A segurança é um aspecto negligenciado na vida pessoal, familiar e corporativa. É tempo de se desenvolver uma cultura de prevenção.
     
  • A vida sem celular
    Três lições que aprendi após ter o celular furtado e como passei a viver sem ele.
     
  • Quatro pilares para o sucesso
    Físico, técnico, tático e psicológico. São estes os quatro princípios fundamentais para o êxito pessoal e corporativo.
     
  • Lei Muda
    É imperativa a criação de uma lei proibindo o uso de telefone celular por parte de motoristas enquanto dirigem.
     

Procura de artigos


Categorias


Traduzir / Translate



Ao redor do mundo


Hoje os artigos de Tom Coelho são publicados regularmente por mais de 800 veículos, com divulgação em 17 países: Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Uruguai, Venezuela, Panamá, México, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Inglaterra, França, Itália, Cabo Verde e Japão.

Brasil Argentina Bolívia Chile
Colômbia Uruguai Venezuela Panamá
México Estados Unidos Portugal Espanha
Inglaterra França Itália
Cabo Verde Japão


Clientes

Patrocinadores

ComTexto Promo Press - Gráfica off-set e digital Qualidade em Quadrinhos Siamar - Recursos para treinamento Success Tools - Soluções para você e seu negócio TTI SUCCESS INSIGHTS – Pensou em assessment, pensou na gente TW Latin America - Soluções para internet
tom coelho © 2018 - todos os direitos reservados.

Desenvolvido e
hospedado por
tw Soluções para internet
Servidores dedicados, em nuvem e desenvolvimento
www.tw.com.br